Trabalho Voluntário no Curriculum Vitae

Este é um item que não figura em todos os currículos que são enviados para concorrer às vagas divulgadas no mercado. E é exatamente por esse motivo que as empresas costumam ver com bons olhos os perfis de candidatos que incluem o trabalho voluntário em seus currículos.

Trata-se, na verdade, de um diferencial bastante atrativo, pois diz muito a respeito da personalidade do profissional cogitado para a vaga.

Geralmente trabalhos voluntários estão diretamente relacionados a tarefas que envolvem um contato interpessoal. Os exemplos mais comuns são trabalhos em orfanatos, asilos, ONGs e até mesmo em ruas e hospitais. Resumidamente, se trata de um trabalho não remunerado que é feito em prol da comunidade e de pessoas que vivem à margem da sociedade.

Veja também:

O que o trabalho voluntário no seu currículo pode dizer ao recrutador sobre você?

  • Que você tem pró atividade;
  • Que tem bom relacionamento interpessoal;
  • Que se comunica bem;
  • Que é uma pessoa ativa socialmente;
  • Que é um cidadão crítico;
  • Que tem um perfil ativo;
  • Que busca alcançar resultados.

Esses são apenas alguns dos motivos que fazem com que aqueles candidatos que fazem, ou já fizeram, algum tipo de trabalho voluntário tenham tanta credibilidade. Além do mais, o trabalho voluntário presente no currículo interessa muito as empresas que tem uma responsabilidade social aplicada à sua visão, missão e valores. Um recrutador bem treinado e experiente estará atento para identificar perfis que tenham afinidade com a organização para a qual trabalha.

Qual o modo mais adequado para inserir o trabalho voluntário no seu Curriculum Vitae?

Há duas maneiras de incluir o trabalho voluntário no seu currículo e ambas têm o mesmo intuito: ressaltar essa informação no currículo, cada uma à sua maneira. A primeira maneira é para quem já trabalhou em empregos remunerados, e a segunda é para quem busca por sua primeira oportunidade no mercado de trabalho.

Para quem já tem experiência profissional, os passos para incluir o trabalho voluntário no curriculum vitae são:

  1. A informação deve ser incluída no fim do currículo.
  2. Geralmente coloca-se o item “INFORMAÇÕES ADICIONAIS”, mas para se obter um destaque maior, o ideal é renomear esse item para “EXPERIÊNCIA EM TRABALHO VOLUNTÁRIO”.
  3. Siga o modelo que você utilizou na “EXPERIÊNCIA PROFISISONAL” para descrever as tarefas que realizou neste trabalho voluntário.
  4. Dê ênfase ao nome da instituição na qual prestou trabalho voluntário e também às datas.

Agora, em caso de primeiro emprego, as orientações recomendadas são as seguintes

  1. A informação deverá ser incluída separadamente em duas partes do curriculum vitae.
  2. Crie um item “QUALIFICAÇÕES”, onde você descreverá em tópicos as habilidades que desenvolveu durante o trabalho voluntário e também as tarefas importantes que executou nesse período.
  3. Substitua o item “EXPERIÊNCIA PROFISISONAL” por “EXPERIÊNCIA EM TRABALHO VOLUNTÁRIO”, dando ênfase no nome da instituição onde prestou trabalho voluntário, relacionando o cargo que ocupou e o período.
  4. Não se esqueça de buscar recomendações quando finalizar seu trabalho voluntário. Caso seja possível, mantenha consigo um contato que possa dar referências, se necessário.

Nunca fiz trabalho voluntário

Agora, se você nunca fez nenhum tipo de trabalho voluntário, mas gostaria de realizar algum serviço de cunho social para inserir no seu currículo, só precisa saber onde encontrá-los. Isso porque há serviços voluntários relacionados a muitas atividades e você pode encontrar uma que tenha mais afinidade com seu perfil. Procure as ONGs que atuam próximas à sua residência ou até mesmo ao seu bairro.

Ou então, busque por parques que tem programação aberta à população. Até mesmo em bibliotecas há trabalhos voluntários.

Além de enriquecerem seu curriculum dando mais visibilidade durante a fase de seleção, podem ajudar a desenvolver a capacidade de liderança, o que é muito cobrado para diversos cargos nas empresas privadas. O importante é fazer algo em que você se sinta útil e que possa aprender, agregando mais conhecimento não somente à sua vida profissional, mas à sua vida pessoal também.

No entanto, se você possui um histórico bastante amplo de trabalhos voluntários, selecione aqueles que têm mais relação às vagas que você deseja alcançar no mercado de trabalho e atualize seu curriculum vitae. Dessa maneira, você terá um diferencial que sempre destacará seu perfil dos demais concorrentes.

Cursos Relevantes para Destacar no Curriculum

Um dos maiores erros de um Curriculum Vitae é deixar transparecer desespero em relação à vaga a qual o candidato pretende concorrer. Muitos deixam essa afobação aparecer durante a entrevista, mas há uma parcela que já demonstra a tensão no próprio currículo.

Isso acontece quando o entrevistador, ao analisar o currículo, percebe que se trata do perfil de um candidato em potencial, no entanto, percebe também que este mesmo candidato não sabe direcionar as informações para que deixem o currículo mais atrativo e coerente.

Geralmente, pode-se perceber esse desespero através do excesso de informações. E qual a parte do currículo que acaba denunciando essa tensão? É exatamente o tópico “Qualificações”, o espaço reservado para colocar os cursos que fornecem mais domínio sobre determinado software, idioma ou técnica necessária para tal função, que acaba sofrendo uma overdose de informações ou o desencontro das mesmas.

Veja também:

Por isso, antes de inserir um curso no seu curriculum, você precisa fazer as perguntas abaixo e respondê-las de forma concreta e definitiva.

Pergunta 1 – Esse curso passará a mensagem de que estou qualificado para a vaga?

Muitas vezes, por falta de opções, acaba-se utilizando o espaço precioso do currículo com informações que não agregam nada ao perfil profissional. E o pior, são informações que não diferenciam seu perfil, enquanto candidato potencial, dos demais concorrentes.

E o resultado é a máxima tão famosa entre os entrevistadores: “Por que eu deveria contratar você e não seu concorrente?”. Se você não que passar por mais um igual aos demais, deve pensar com calma antes de escolher os cursos que vai colocar no curriculum vitae.

Além disso, você precisa estar atento a real importância do curso citado. Ele está, de alguma forma, relacionado à vaga que você quer? Caso você procure vagas para cargos administrativos e insiste em destacar no CV um curso de fotografia, consegue ver a discrepância das informações?

Os cursos que deverão ser inseridos nas Qualificações são como argumentos que comprovam que você é o candidato perfeito. Lembre-se disso.

Pergunta 2 – Eu domino o conteúdo ministrado nesse curso?

Você se orgulha do seu diploma de Excel avançado, mas, na prática, não sabe sequer formatar uma planilha. Mesmo assim, lá está no sue currículo a informação em destaque, como se dominasse essa ferramenta.

Esse seu certificado nada mais é do que uma ilusão para o selecionador. Na melhor das hipóteses você pode ser chamado para a entrevista. E, na pior das hipóteses, você pode ser equiparado com pessoas que, ao contrário do seu perfil, dominam muito bem essa ferramenta. Numa etapa mais prática, você pode sair de lá com fama de mentiroso e sobre este problema já falamos aqui.

Isso não é bom nenhum dos lados: você se engana com propostas que não irão para frente e o entrevistador perde tempo.

Pergunta 3 – Tenho o certificado desse curso?

Você sabe que para aquela área precisa de um curso de inglês, no mínimo com nível intermediário. Então, você simplesmente inventa as informações e coloca no seu curriculum vitae.

Como profissional, você deve ter clareza que se a empresa solicita tal grau de conhecimento para determinado idioma, provavelmente, esse conhecimento será de suma importância. Então, inventar certificados que não existem para ter uma chance é apenas desmerecer seu perfil e não demonstra inteligência.

Se você não domina o idioma, busque conhecê-lo Se, pelo contrário, o que falta no seu caso é apenas o papel, escolha ser franco e deixe claro no curriculum que está à disposição para uma conversação. Essa atitude é mais positiva, além de demonstrar sua pró-atividade.

Pergunta 4 – É um curso atualizado?

Se aquele seu certificado de informática é de 2000 e nele constavam subtemas como “aprenda a salvar em disquete”, você precisa esquecê-lo. Ele está tão ultrapassado após as novas tecnologias agregadas aos computadores atuais, que se assemelha a um certificado de datilografia.

Renove suas opções e não deixe suas qualificações criarem teias de aranhas. Procure conhecer o que o mercado precisa e busque se especializar em prol disso, para poder concorrer em pé de igualdade pelas vagas da sua área.

Esqueça o desnecessário, aquilo que não acrescenta nada ao seu perfil profissional e busque por qualificações que, ao mesmo tempo, agreguem na sua vida enquanto ser humano. Estar apto para o mercado de trabalho será consequência se abrir a mente para inteirar-se do novo.

***

Respondendo a essas quatro perguntas você poderá ter mais certeza da relevância das informações que coloca em suas qualificações.

Use Azul na Entrevista de Emprego

Para passar boa impressão na hora da entrevista de emprego, especialistas recomendam o uso desta cor que simboliza trabalho em equipe

Uma recente pesquisa feita pelo site pelo site CareerBuilder com mais de dois mil gerentes e profissionais de recursos humanos de empresas e indústrias dos Estados Unidos, concluiu que azul é a cor mais adequada para vestir em uma entrevista de emprego.

O azul aparece recomendado por 23% dos especialistas em RH, que acreditam que a cor é sinônimo de trabalho em equipe. O preto, também é uma boa opção, com 15% das opiniões, já que simboliza liderança. No hall dos excluídos, com 25% das opiniões, estão o laranja, verde, amarelo e roxo que, para os recrutadores, são cores que são associadas a falta de profissionalismo. Apesar de vilão, o laranja também aparece associado à criatividade.

Veja também:

Para homens, o azul deve ser usado em um terno com uma camisa branca e uma gravata puxando para o vermelho escuro. Usar o terno preto ou cinza com as mesmas combinações também transmitem seriedade. Para as mulheres que sentem mais dificuldade em investir no azul, vale apostar em um tailleur cinza, preto ou bege, combinado com um lenço cereja.

Use as Cores a seu Favor

Na hora da entrevista de emprego, ter um curriculum vitae invejável e muitas experiências para se gabar é necessário, mas a imagem pessoal também deve ser lembrada. Por isso, acerte na hora de escolher o que vestir e em que cor investir.

Segundo os especialistas a melhor dica é investir nas cores que reforcem a imagem que você quer transmitir. O azul marinho, preto, marrom, vinho e verde-musgo quando usado em ternos, por exemplo, passam a ideia de seriedade, credibilidade e formalidade. Linhas retas e tecidos estruturados também ajudam a reforçar estas características. Para as mulheres, vale investir em um tubinho preto!

Se a situação é mais informal, aposte em cores claras. Bege, rosa, amarelo e azul-claro dão o tom de proximidade, leveza e descontração. Mas também passam a ideia de fragilidade. Para fugir disso, faça combinações entre cores claras e escuras que passam a imagem de impetuosidade.

Foi convocado para uma reunião em que precisa tomar uma decisão? Invista nas cores sóbrias como azuis, verdes azulados, cinza e roxo. Estas cores são frias e demonstram segurança. Para as mulheres, vale investir em uma maquiagem mais neutra, com um batom de cor coral, por exemplo, para quebrar a imagem de distanciamento e frieza.

Quer parecer intelectual e comprometido para uma reunião tensa com seu chefe? Aposte nas cores foscas e suaves. Azul acinzentado, bege, tons de vinho mais esfumaçados e verde-musgo são as melhores indicações porque passam a imagem de prudência, discrição, equilíbrio e maturidade.

Para quem precisa aguçar a criatividade, vale investir nas cores vivas como vermelho, turquesa, pink e amarelo-ouro. Além de transmitirem alegria, estas cores transmitem a ousadia e causalidade. Para fugir de seus efeitos negativos – estas cores rementem à infantilidade e a adolescência – combine-as com peças clássicas e de tons mais neutros como o bege, branco e nude, por exemplo.

Tons claros de rosa, lilás e salmão também são bem vistos. Estas cores são ideais para quem deseja chamar a atenção de um cliente. Elas transmitem, ao mesmo tempo, gentileza e delicadeza. Para os homens, as cores podem ser usadas nas gravatas e camisas. Para as mulheres a aposta fica com vestidos de corte reto e camisas.

Impressione o Entrevistador

Além das cores, vale outros artifícios para conquistar o emprego tão sonhado. Invista nos detalhes e se vista adequadamente para o ambiente em que irá trabalhar. Veja mais dicas:

Conheça o ambiente em que irá trabalhar

Se você vai fazer entrevista de emprego em uma agência de publicidade em que todos vestem bermuda e camiseta, será estranho você aparecer vestindo terno e gravata. O ideal é vestir-se de acordo com o ambiente. Vale o bom senso!

Na dúvida, use tons neutros

Azul marinho, preto, marrom e cinza são as cores coringas tanto para homens quanto para mulheres. Elas podem ser combinadas com camisas brancas clássicas e tons nudes.

P, M, G

Use roupas do seu tamanho! Ternos grandes demais ou saias muito justas passam a ideia de desleixo e vulgaridade, respectivamente para homens e mulheres. Ou sejam, vista-se apenas com roupas que realmente sejam adequadas para seu corpo e forma.

Não exagere nos adereços

Estampas berrantes, laços, brincos e anéis de grandes dimensões podem distrair o entrevistador, chamando mais atenção para seus acessórios do que para o que você está falando. Cores sólidas e acessórios discretos são sempre a melhor opção.

Seja detalhista

Sapatos bem engraxados, unhas feitas e camisas e vestidos bem passados são um diferencial. Seja atento aos detalhes e cuide do que, aparentemente, ninguém irá reparar.

Como Divulgar Curriculum Vitae na Internet

Você está à procura de uma vaga. Já viu e reviu dicas para deixar seu currículo perfeito, mas ainda tem dúvidas sobre como divulgar seu currículo para que potenciais empregadores possam vê-lo e, assim, convidar você para entrevistas.

Se essa é a sua situação, é hora de ter muita calma, pois o pior erro que você pode cometer é sair distribuindo seu curriculum vitae em qualquer site. Isso porque no seu currículo constam informações muito pessoais que, nas mãos de pessoas erradas, podem acabar prejudicando você. Veja alguns exemplos:

  • Dados pessoais: Seu endereço, e-mail e até telefone podem ser utilizados de má fé por pessoas que você desconhece, inclusive para extorsão;
  • Experiência profissional: Se você divulga seu currículo em qualquer lugar da internet, ele pode simplesmente estar indo direto para seus concorrentes, que podem fazer verdadeira cópia do modelo que você adaptou para seu perfil.

Nenhuma das situações acima é boa, não é mesmo? Por isso, você deve selecionar com bastante atenção os lugares que escolhe para disponibilizar suas informações profissionais e pessoais.

Para ajudar você, listamos os lugares mais comuns e seguros para se disponibilizar seu currículo, assim você terá certeza de que não será prejudicado de modo algum.

Veja também:

 

LinkedIn

Hoje em dia há redes sociais para todos os gostos. O Linkedin é a rede social onde os usuários de conectam em função da sua vida profissional. Na prática, é um verdadeiro netwoking. Os usuários têm a opção de se comunicar, debater temas, participar de grupos sempre focando em seu lado profissional.

É bastante confiável, pois você tem como saber quem está acessando seu perfil e, inclusive, pode deixá-lo restrito apenas para pessoas do seu círculo. Além disso, não exige nenhum upload dos formatos de curriculum vitae; você disponibiliza as informações e o próprio Linkedin as distribui dentro de um formato pré-estabelecido.

Como posso divulgar meu currículo no Linkedin?, você pode se perguntar. Para não ter dúvidas, veja os passos a seguir:

  1. Conecte-se aos seus conhecidos, a pessoas que trabalham ou já trabalharam com você;
  2. Busque pessoas de áreas afins;
  3. Você tem contato com pessoas de outras empresas? Conecte-se a elas também;
  4. Seja interessante e participativo.

Use e abuse dessa rede social, pois muitas vagas não são divulgadas no mercado e são preenchidas por indicações. Ou seja, no Linkedin você faz contatos, o que é fundamental no para sucesso profissional.

 

Facebook

O Facebook é a rede social mais utilizada da atualidade, não há dúvidas. As pessoas se reúnem nesse espaço para tudo: conversar, compartilhar interesses e, claro, conhecer pessoas novas.

Mas você deve estar pensando, como posso divulgar meu currículo no Facebook?

Veja algumas opções:

  • Páginas: você pode criar páginas para divulgar algum serviço ou produto que você desenvolva e, assim, acaba por encontrar pessoas interessadas para as quais pode enviar sue currículo. Você também pode encontrar contatos de empresas através dessas páginas e enviar seu currículo para elas.
  • Grupos: Há vários grupos onde estão profissionais de uma mesma área. As empresas procuram por eles para divulgar vagas e encontrar candidatos. Por isso, você pode participar desses grupos de maneira em que se note seu diferencial.
  • Amigos: Há pessoas que na própria linha do tempo divulgam oportunidades de trabalho, por isso, seus amigos podem ser uma maneira muito boa de divulgação do seu curriculum vitae. Informe para eles que está à procura de trabalho e eles te indicarão para as vagas que tiverem conhecimento.

 

Blog/Site Pessoal

Hoje você pode ir até seu futuro empregador e fazer com que ele venha até você. Como assim? É simples: você pode ir atrás de uma empresa e disponibilizar seu currículo por e-mail, por exemplo, e com a simples menção de um site ou blog pessoal pode atrair a atenção dessa empresa para que veja mais do seu perfil.

Em um currículo você tem apenas uma página para se fazer notar, mas em um site ou blog pessoal, você pode mostrar seus trabalhos realizados e dizer muito mais sobre você e, inclusive, fazer um curriculum mais interativo.

 

Sites Especializados

Você já ouviu falar em Catho, Vagas, Infojobs? São sites especializados em divulgar vagas de empresas de todo o Brasil. Muitas pessoas acham que é apenas um meio de encontrar vagas de trabalho, mas não é só isso.

Esses sites são perfeitos para divulgar seu currículo, sem que você precise se candidatar sempre às oportunidades que surgem. Pois, se o seu curriculum for interessante, as próprias empresas encontrarão você.

Então, não perca tempo. Use a internet a seu favor sem precisar comprometer suas informações profissionais.

As Carreiras Mais Buscadas Pelos Jovens

A geração Y busca por dinamismo e profissões rentáveis em um curto período de tempo. Conheça as 10 profissões em mais buscadas pelos jovens

Esqueça a cadeira em frente o monitor, a xícara de café para se manter acordado e a pilha de papeis para resolver. Delete a rotina da sua vida e as reuniões previamente agendadas. Se você tem entre 20 e 30 anos certamente já não faz ideia do que é isso. Sim, você integra a geração Y, que cada vez mais busca por empregos dinâmicos, em ambientes criativos e que pressão significa motivação.

Veja também:

Bem, se você ainda não faz parte deste grupo de profissionais que conseguem aliar qualidade de vida, bem estar e realização profissional, conheça as dez profissões mais buscadas pelos jovens da geração Y.

Analista de SEO

Você sabe o que é o Search Engine Optmization? Em português é Otimização de Sites. Este profissional trabalha para otimizar uma página para que ela seja melhor compreendida pelas ferramentas de busca. É, também, uma das carreiras mais buscadas pelos jovens.

Este profissional vem sendo cada vez mais requisitado porque cada vez mais as empresas tomam consciência da importância de ter um bom site e, mais que isso, do significado que tem este site estar bem colocado nas buscas do Google, por exemplo. Porque está entre as profissões mais buscadas pelos jovens?

Bem para ser um SEO é preciso gostar de tecnologia, ser amante das ferramentas oferecidas pelo mundo virtual e entender sobre internet e assuntos afins, tudo que faz os olhos da geração Y brilharem.

Analista de Investimento

Outra carreira buscada pelos jovens por trazer rápido retorno financeiro é o Analista de Investimentos. Este profissional é responsável por recomendar investimentos para pessoas físicas e jurídicas.

É atrativo porque o profissional sempre está rodeado de pessoas e tem a chance de sair do escritório, já que precisa ir até onde seu cliente está. Além disso, pode-se, tranquilamente, se aposentar aos 40 anos.

Executivo de Contas

Este profissional é responsável por intermediar as relações entre clientes e empresas. E não pense que quem exerce esta função fica apenas fazendo contas o dia inteiro. O Executivo de Contas precisa ser alguém de relacionamento, que saiba trabalhar com informação, conteúdo e que tenha um perfil de gestão e execução de vendas.

Engenheiro de Pré-Sal

A carreira da Engenharia é bem tradicional e uma das mais rentáveis. Porém, quando o assunto é o Engenheiro de Pré-Sal o assunto é outro. Isso porque, por ser uma área bem nova no país, o mercado, provavelmente, será ocupado por profissionais jovens, cheios de vigor e conhecimento para tornar esta área cada vez mais conhecida. Esta aí uma aposta e por isso, está entre as profissões mais buscadas pelos jovens.

Gerente de Redes Sociais

Muita gente acredita que Twitter e Facebook são apenas passatempos dos jovens da geração Y. Muita gente esquece que a brincadeira virou assunto sério. Aliás, trabalhar com redes sociais nada tem a ver com ficar o dia todo dando curtidas nas fotos e comentários ou tuitar milhares de posts.

O dia a dia deste profissional é pensar como um internauta, criando estratégias para movimentar as ferramentas das redes sociais. Isso inclui lançamento de produtos, sorteios, datas comemorativas e inaugurações. Também é preciso ter um amplo conhecimento sobre a empresa, seus campos de atuação e seus negócios.

Operadores de bolsa de valores

Ambiente dinâmico e ascensão rápida. Estes são os principais atrativos desta profissão que também está entre as mais buscadas pelos jovens. Aliás, antes dos 30 anos já é possível ganhar um salário bem alto para os padrões. Se interessou? Busque a formação nas áreas da Administração, Economia e Engenharias.

Consultores

Ser um consultor é uma carreira cada vez mais atrativa para os jovens. Isso porque, geralmente, estes profissionais, são profissionais liberais, organizando seus próprios horários e compromissos. Outro atrativo da carreira é seu dinamismo: Você pode se envolver com diferentes assuntos, com diferentes pessoas e em um curto espaço de tempo. O retorno financeiro também é garantido!

Designer de Games

Se você passou sua infância inteiro passando das fases do Sonic ou tentando ajudar o Super Mario, bem vindo ao mundo de quem transformou a diversão em assunto sério e muito rentável. Ser um designer de games significa sim passar o dia todo projetando e sonhando com novos jogos, aventuras e personagens.

Arquiteto de Soluções

Ainda na área da tecnologia o Arquiteto de soluções é, também, um profissional novo no mercado e que conquista cada vez mais adeptos. Este profissional precisa transitar muito bem entre cliente e empresa. Em seu dia a dia ele irá encarar o desafio de arquitetar as mudanças necessárias entre o que quer o cliente e o que a empresa de software tem a oferecer.

Gestor de Resíduos

Sustentabilidade é o tema das rodas de conversas da geração Y. E não é para menos. O futuro do planeta está realmente nas mãos dos jovens profissionais.

O Gestor de Resíduos é o profissional que se preocupa em dar um destino ideal para o lixo gerado pelas pessoas. Atrativo? Muito! Como as empresas cada vez mais se preocupam com este fim para os resíduos, há empregos sobrando para os bons gestores e, por isso, anda sendo uma das profissões mais buscadas pelos jovens.

Portfólios que Destacam seu Curriculum Vitae

O portfólio serve para reunir trabalhos já realizados em um local fora do seu currículo e que pode lhe ajudar muito em sua carreira

Atualmente dispomos de muitas plataformas onde são divulgadas as vagas que surgem constantemente no mercado de trabalho. A informatização foi tanta que ultrapassou as velhas maneiras que antes existiam para fazer com que um currículo chegasse até à empresa. E os resultados foram vários modos de enviar seu currículo às empresas para apreciação, como, por exemplo, através:

  • de um site especializado em vagas para o mercado de trabalho;
  • do site da própria empresa;
  • de um e-mail deixado exclusivamente para esse fim.

Essa facilidade de comunicação permitiu transcender o antigo hábito de enviar apenas o currículo. Já que há vários canais para vender seu peixe para um futuro empregador, por que não mostrar alguns trabalhos já realizados?

Veja também:

Ao contrário do que se imagina, não são apenas áreas relacionadas à criação ou fotografia que requerem portfólio, pelo contrário. Você pode concorrer a uma vaga de enfermagem e enviar um portfólio de trabalhos realizados anteriormente.

Mas, o que é um Portfólio?

Um portfólio nada mais é que uma forma de reunir trabalhos já realizados em um local fora do seu currículo. Dessa maneira você ganha mais espaço para divulgar o que sabe fazer sem que comprometa a estrutura do seu curriculum vitae.

Os portfólios costumam ser associados à fotografia, design e outras áreas desse segmento porque não têm um padrão específico e costumam ser bastante criativos. E esse é mais um motivo para você ter um, pois um portfólio associado ao seu currículo demonstra muitas habilidades que você tem enquanto candidato às vagas. Habilidades essas que podem não estartão destacadas no currículo.

Onde desenvolver meu Portfólio para integrá-lo ao Curriculum Vitae?

Você pode desenvolver seu portfólio tanto no Pacote Office (como no Word, Excel ou Power Point) e enviá-los como documentos anexados, salvos em pdf, juntamente com o arquivo do seu currículo.

Mas, você também pode fazer um portfólio digital, e utilizar um blog ou site, apenas configurando um design de acordo com a sua área de atuação, para que você possa alimentar com as informações dos trabalhos que vai realizando. Dessa forma, quando você enviar o seu currículo via e-mail pode incluir o link que direciona para seu blog ou site.

Caso opte pelo segundo modo de desenvolver o portfólio, você pode usar as seguintes plataformas:

  • Blogspot – plataforma para desenvolver o portfólio em estilo blog;
  • WordPress – também em estilo blog;
  • Wix – portfólio em estilo site;
  • Weebly – portfólio em estilo site de página corrida.

E se eu optar em fazer um Portfólio no meu Facebook?

Essa também é uma possibilidade. No entanto, você deve prestar bastante atenção, pois lembre-se que ele será integrado ao seu currículo.

Você pode criar um álbum de fotos no Facebook e inserir seu portfólio em forma de imagem. Dessa forma, quando você enviar seu currículo para apreciação com o objetivo de concorrer a alguma vaga, basta inserir o link do álbum hospedado no Facebook.

Essa é uma boa opção para quem tem um envolvimento pessoal com a área a qual quer concorrer, de modo que sue perfil contribua ressaltando seu interesse pela vaga.

O que um Portfólio pode dizer sobre mim enquanto profissional?

Além de mostrar trabalhos realizados, um portfólio pode dizer muito a seu respeito. Desde a plataforma na qual você o hospeda e como opta por distribuir seu trabalho, tudo isso visualizado em conjunto poderá apontar em você características como:

  • Organização;
  • Interesse pelas novas tecnologias;
  • Senso estético;
  • Senso de prioridade;
  • Capacidade de comunicação.

Características como essas somam muito ao seu perfil quando o assunto é a disputa acirrada pelas vagas. É na hora de enviar seu currículo para a empresa que você espera captar a atenção do selecionador para mostrar o que sabe e, assim, provar que é o candidato perfeito para o cargo.

O portfólio, além de reforçar o fato de que você tem bagagem profissional, demonstra que você sabe destacar a importância que suas experiências e trabalhos anteriores tiveram em sua vida. Mostram também o quanto essas experiências podem acrescentar para as futuras organizações para as quais você venha a trabalhar.

Por isso, não abra mão dessa maneira de conseguir mais visibilidade para as oportunidades profissionais que surgem. Pesquise a forma de montar o seu, vincule-o ao seu currículo e atraia a atenção das empresas para seu perfil.

Dicas para se Tornar Indispensável no Trabalho

Ser produtivo, liderar a equipe e encontrar soluções são algumas das formas de fazer com que a empresa entenda o papel fundamental que você desempenha

Ser indispensável no trabalho é uma forma de se desenvolver enquanto profissional e ficar mais perto de boas oportunidades. Além disso, ser indispensável é, de certa forma, uma maneira de conquistar estabilidade e a confiança de seu chefe e de seus colegas.

Sendo indispensável no trabalho significa que os seus supervisores vão contar tanto com você que quando você não estiver, a produtividade do seu departamento vai cair

diz Andy Teach, autor do livro “From graduation to Corporation”, em uma entrevista à revista Forbes.

Veja também:

Como se Tornar Indispensável?

Para conseguir tal feito, confira algumas dicas:

Domine um Determinado Trabalho

Toda empresa tem sistemas e procedimentos específicos. Quer se tornar indispensável no seu trabalho? Domine um determinado processo e saiba fazê-lo melhor do que qualquer outra pessoa, a ponto de fazer a empresa entender que tal atividade só será bem feita se vocês estiver por perto.

Mantenha-se Atualizado

Isso significa aprender a mexer em novos software, falar um novo idioma, aprender novas habilidade. Gaste sua energia aprendendo coisas novas que sejam essenciais para o dia a dia no seu trabalho.

Seja uma Pessoa Fácil de Conviver

Seja uma pessoa tranquila e apaziguadora de conflitos. Isso porque seu chefe precisa saber com quem pode contar para acalmar a equipe quando o mundo parece desabar. É fundamental que você seja visto como o “porto-seguro” da equipe.

Seja Sociável

Ser social tem a ver com ser uma pessoa bem relacionada e que sabe manter uma rede de contatos profissionais também fora do ambiente de trabalho. Aqui vale ser espontâneo e autêntico, sem ser puxa-saco.

Conviva Bem com Todas as Pessoas

Respeitar as diferenças de geração e entender que um colega de trabalho mais velho ou mais novo que você tem muito a contribuir para seu trabalho. Além disso, saber ouvir opiniões diferentes contribui para que você se torne uma pessoa melhor. Ter um bom relacionamento com todos os colegas contribui para que você se torne indispensável para empresa.

Faça o que é Importante, Não o que é Fácil

Quer se tornar indispensável no seu trabalho? Participe de projetos importantes e não de atividades fáceis. Muitas pessoas optam por tarefas que ocupem muito tempo como forma de fazer com que o chefe não fique em cima. Está ai o grande erro. O ideal é escolher o que é importante de fato.

Seja Disposto a Ir Além

Nada de puxar o saco do chefe, é fazer mais do que lhe é pedido, mais do que é esperado. Não pode fazer nada agora? Bem, então, mostre-se disposto a assumir novas atividades e novos projetos futuros. Ter esta atitude faz com que você se torne indispensável no trabalho.

Facilite a Vida do Seu Chefe

Mais uma vez, não é puxar saco, mas lembre-se que você foi contratado, possivelmente, para resolver os problemas do seu chefe e não para dar mais problemas para ele. Seja a solução que a empresa procura! Esta aí um bom caminho para ser indispensável para a organização.

Seja Produtivo

Mostrar para a empresa que você consegue desenvolver seu trabalho de forma rápida e eficiente também é uma forma de se tornar indispensável. Mas vale ressaltar que fazer o trabalho com rapidez não significa correr para acabar primeiro. É fazer no tempo certo o melhor que puder.

Seja um Líder

Se você foi contratado para assumir uma equipe não basta ser o chefe, é preciso ser líder. Isso significa apontar direções diferentes para resolver as questões do dia a dia. Quer fazer a diferença? Pense e faça diferente!

Trabalho em Equipe

Outra forma de se tornar indispensável no trabalho é saber trabalhar em equipe. Quer ser insubstituível? Prove isso para seu chefe e para seus colegas, estando sempre presente e a frente das situações.

Seja Comprometido para Agregar Valor

Parece óbvio, mas ser comprometido com seu trabalho agrega muito valor, já que nem todas as pessoas possuem esta característica. Pessoas indispensáveis no trabalho são as mais comprometidas e tendem a se tornar cada vez melhor nas atividades que exercem.

Lembre-se…  Ninguém é tão indispensável e insubstituível. Por isso, vale ter todas estas características que pontuamos acima, mas mais do que isso, seja humilde para aceitar o fato de que você é uma peça dentro da empresa que pode ser trocada de lugar ou simplesmente trocada, caso algo dê errado. Apenas tenha em mente que você deu o melhor de si.

7 Erros de um Curriculum Vitae (O Sexto Erro é Fatal)

Veja os erros de um Curriculum Vitae que você não deve cometer de maneira alguma

Você já deve ter visto a cena clássica de pessoas entrando em estabelecimentos comerciais para deixar um currículo. Eles vêm naquele envelope papel pardo ou, às vezes, são retirados com toda cautela da pasta de plástico e daqueles saquinhos transparentes.

A dura realidade é que a maioria desses CV’s acaba virando mesmo é papel rascunho. Ou, no caso dos currículos enviados por e-mail, são rapidamente movidos para o lixo eletrônico.

Veja também:

Se você já entregou um currículo e não teve resposta, sinto informar, mas a probabilidade do seu CV ter sido descartado é enorme. Na melhor das possibilidades ele virou papel rascunho, tendo uma função útil pelo menos. Mas, com certeza, não é isso que você espera para o seu currículo. Por isso listamos os 7 erros mais comuns de um Curriculum Vitae para ajudar você a evitá-los.

Continue lendo, remova de uma vez por todas esses erros do seu currículo e consiga ser chamado para muitas entrevistas.

1) Erros de escrita

Na maioria das vezes, os erros de escrita escapam da atenção. Podem variar de um simples erro de digitação ao desconhecimento do jeito certo de se escrever. Em ambos os casos esse é um erro inaceitável.

Você pode achar que é exagero, mas não é. O que torna esse erro inaceitável é o fato de o seu currículo ser o seu primeiro contato profissional com possível empregador. Por isso, os erros demonstram desleixo e falta de profissionalismo, além de desatenção. Ou seja: o seu currículo já diz muito sobre sua personalidade profissional.

Mas, calma. Você pode evitar esse erro no sue currículo com alguns passos bem simples:

  • Revise seu currículo, no mínimo 2 vezes;
  • Peça a alguém que revise também;
  • Encontrou um erro? Corre no Google ou no dicionário;
  • Tem dúvida de como se escreve tal palavra? Substitua por outra com mesmo significado.

Aliás, lembre-se de que muitas vezes o currículo é avaliado pelo recrutador e, posteriormente, por gestores ou diretores que vão trabalhar diretamente com o profissional contratado. Então, quanto mais alto na hierarquia for o cargo ao qual você deseja concorrer, mais exigente será o perfil da vaga. Então, não vacile. Evite esse erro a todo custo.

2) Curriculum Vitae extravagante

O famoso clichê do papel colorido e perfumado: não, isso não funciona com seu currículo. O máximo que pode acontecer é rirem e admirar você pela coragem de entregar um currículo assim em um estabelecimento sério.

O seu currículo tem que chamar a atenção, sim. Mas pelo conteúdo. O Curriculum Vitae é traduzido como “Trajetória da Vida” porque o objetivo é descrever a trajetória da sua vida profissional. Esse é o foco. Então, não gaste papel à toa, nem perfume.

Selecione as informações úteis que valorizam você enquanto profissional, organize-as e seu currículo chamará muito mais atenção que qualquer outro, pois estará chamando a atenção certa, que é aquele que te garante entrevistas.

Mas, claro, se você é profissional da área de criação, designer ou marketing, você pode desenvolver um currículo mais criativo, como uma prévia do seu portfólio. Desde que seja coerente com a sua área, não há erro.

3) Objetivo não definido

Se você enviou seu currículo para uma empresa que não divulgou vagas, mas apenas quer ‘deixar seu contato’ pra futuras oportunidades, deve prestar atenção nesse item. Logo abaixo dos dados pessoais (o famoso cabeçalho do CV), vem o tópico “Objetivo”. É esse tópico que qualquer recrutador vai olhar para direcionar seu currículo às vagas que surgirem. Então, seja específico.

Se o seu currículo é todo voltado para a área financeira, você inclusive já fez cursos e quer uma oportunidade para trabalhar nesse departamento, não coloque JAMAIS o famoso “à disposição”. Mas entenda o motivo antes: você pode estar à disposição para qualquer oportunidade que surgir para trabalhar no financeiro. Ok, entendido. Mas concorda que pode significar que você está tão desesperado que aceita qualquer cargo? Ou mais: se surgir uma vaga para vendedor, podem te chamar, aliás você está à disposição, não é mesmo?

Entendeu o perigo? Então prefira frases mais específicas, como no exemplo: Atuar no departamento financeiro como assistente/auxiliar. Assim, você não corre o risco de receber ligações para cargos que você não pretende ocupar.

4) Falta de profissionalismo

Como você leu mais acima, o currículo revela alguns pontos da sua personalidade profissional. Mas ele revela também a falta dela. Todo o processo que o envolve, desde a elaboração até o envio às empresas, fala muito sobre você.

Isso porque o recrutador não vê você fazendo seu currículo. Você pode muito bem ter feito uma série de copia-e-cola de vários modelos da internet. Mas, há outros pontos que envolvem o currículo que dizem muito a seu respeito, veja alguns exemplos:

  • E-mail inadequado, como [email protected] ou [email protected] E-mails assim não tem credibilidade alguma.
  • Carta de apresentação com gíria ou simplesmente “segue currículo anexo para apreciação”. Mostra o quão pouco você tem a dizer sobre si mesmo e que não sabe vender seu peixe.
  • Músicas no estilo “lepo lepo” que são seu toque de chamada para quem te liga. Já pensou que pode ser um entrevistador querendo agendar um horário para entrevistar você?

São deslizes que comprometem todo o currículo. E o que esses deslizes mostram é que você não sabe agir ou se apresentar como um profissional.

5) Estrutura inadequada

O currículo é um texto que tem um padrão a ser seguido. Isso acontece porque 90% dos recrutadores levam menos de 2 minutos para analisar os CV’s e decidir se o seu se encaixa ou não no perfil que eles procuram.

Você pode achar que é pouco tempo, mas não é. Os recrutadores sabem em qual parte do currículo devem buscar as informações que desejam. E se elas não estiverem ali, paciência.

Então,veja a estrutura abaixo:

  • Cabeçalho –dados pessoais e de contato;
  • Objetivo – o que você deseja;
  • Habilidades – resumo em tópicos das atividades mais relevantes que desempenhou;
  • Formação acadêmica – universidade ou formação técnica;
  • Experiência Profissional – da mais atual para a mais antiga;
  • Cursos/Qualificações Adicionais – especialização em idiomas, intercâmbio ou trabalho voluntário.

Essa é uma estrutura básica bastante usual. Mas é importante que, antes de mais nada, esteja adaptada ao seu perfil profissional. Não basta tentar encaixar suas informações ou inventar dados só para encher espaço.

6) Informações falsas

Não invente mentiras no seu currículo, seja com qualificações ou exagero de funções que você desempenhou. Não faça isso, pois elas podem atrair a atenção do recrutador, mas serão desmascaradas na entrevista, seja com respostas incompletas ou desencontro de informações.

Essa atitude prejudica seu perfil profissional com a empresa, pois revela desonestidade. Reflita: ser sincero e dizer que não tem certificado para o seu inglês intermediário revela que você tem potencial para autodidata, agora, levar um certificado falso demonstra que você não é confiável.

7) Informações desnecessárias

Há dados que não podem e nem deve ser incluídos no seu currículo. Uns por bom senso e outros por precaução. Infelizmente, você não sabe nas mãos de quem e com qual intenção seu currículo vai parar. Vejas quais são:

  • RG e CPF: essas informações não precisam constar no currículo. Só devem ser passadas ao RH quando já é garantida a contratação para a vaga.
  • Escolas onde cursou os Ensinos Fundamental e Médio: se você está fazendo universidade fica subentendido que você concluiu o ensino médio, por isso não gaste espaço à toa no currículo.
  • Data de nascimento: lembra dos 2 minutos que o recrutador leva em média para avaliar o seu currículo? Então, ele, com certeza, não vai gastar 15 segundos só para calcular sua idade.

Evite esses erros e você terá um currículo que abrirá muitas portas para você.

10 Atitudes Reprováveis no Ambiente de Trabalho

Você bajula seu chefe? É o promotor da rádio peão? Cuidado! comportamentos inadequados podem acabar com o seu sucesso profissional

Você pode até ser muito competente, entregar suas atividades nos prazos certos e ser popular no escritório por ser simpático e amigo dos amigos, mas de nada adianta ser tão eficiente se seu comportamento não é adequado. É importante ter em mente que, mesmo para quem trabalha em ambientes mais descontraídos e com pessoas amigáveis, nunca se pode esquecer o lado profissional e, ter em mente, que ter uma postura adequada é importante não apenas para o ambiente corporativo mas também para o crescimento pessoal.

Atitudes Reprováveis no Ambiente de Trabalho

Falar alto, fazer comentários desagradáveis e até mesmo bajular demais o chefe, são algumas condutas que colaboram para se ter um comportamento inadequado.  Além de conquistar a má fama entre os colegas, quem se comporta de forma inadequada no ambiente de trabalho também compromete a própria carreira.

Veja também:

 

Comportamentos que Devem ser Evitados no Trabalho

  1. Problemas pessoais x assuntos profissionais. O ambiente de trabalho não é o local para você conversar sobre sua vida privada. Usar o horário de trabalho para resolver problemas pessoais, pagar contas e até mesmo contar, em alto e bom tom, sobre como foi seu final de semana, é uma conduta reprovável pela maior parte das empresas.
  2. Falta de pontualidade. Horários existem para ser cumpridos! O horário deve ser respeitado não apenas para a chegada e saída, mas para reuniões, encontros e outros compromissos nos quais você terá que estar presente.
  3. Falar mal da empresa é outro comportamento inadequado no ambiente de trabalho. Criticar a falta de benefícios, o salário e até a mesmo uma provável nova conduta da empresa podem gerar problemas e grandes constrangimentos. Afinal de contas, foi nesta instituição que você escolheu dedicar a maior parte do seu tempo.
  4. Pessoas mal humoradas também não vistas com bons olhos. Isso porque, de certa forma, elas acabam criando uma atmosfera negativa no ambiente de trabalho. O reclamão também ocupa este mesmo lugar, afinal, quem convive bem com uma pessoa que nunca está satisfeita com nada?
  5. Quem fala muitas gírias, palavrões e fala muito alto também colabora para um clima desagradável no ambiente de trabalho, além de prejudicar não só quem fala, mas quem ouve. Por isso, ter uma postura profissional é fundamental!
  6. Hierarquia existe e deve ser respeitada. Você pode ser amigo do seu chefe, mas dentro do ambiente de trabalho ele é seu superior. Trate e o respeite como tal. Nada de bajulações e comentários íntimos sobre momentos compartilhados por vocês.
  7. Não admitir os erros também é uma conduta reprovável no ambiente de trabalho. Errar é humano e todas as pessoas estão sujeitas ao erro. Os assuma quando acontecer e tente corrigí-los o mais rapidamente possível.
  8. O descontrole emocional é outro vilão no ambiente de trabalho. Em situações densas o ideal é manter a calma e não descontar todas as frustrações nas pessoas. Isso porque tudo que vai alguma hora volta. Se você é grosseiro com seus colegas, em algum momento você pode ser a vítima da grosseiria.
  9. Fofoca e a famosa rádio peão também são situações desconfortáveis. Isso porque estas situações geram desconfortos entre os colegas e o chefe, entre os colegas e eles mesmos e até mesmo com a própria empresa.
  10. Fazer comércio no ambiente de trabalho também não é adequado. Deixe para vender as maquiagens, doces e bijuterias fora do escritório. Isso gera desconfiança dos empregadores!

Tenha Outros Cuidados

Ser criativo, prestativo, atencioso e comprometido são atitudes importantes, mas vá com calma. Os especialistas afirmam que pessoas que dão ideias de forma incansável, por exemplo, tem grandes chances de ser mal interpretado. Isso porque, as vezes, a ideia é boa, mas o momento não é proprício ou, ainda, mesmo sendo uma boa sugestão seu superior está com tantos problemas que não tem mesmo condição de implemetá-la.

Outra dica dos especialistas é quando o assunto é ser prestativo. É ótimo ajudar os colegas, mas faça-o com o moderação, para que você não passe a ideia de que sempre será o “resolvedor dos problemas”.

Além disso, pode criar a sensação nos demais funcionários de que você está querendo se mostrar para seus superiores. Além disso, quando sua opinião ou ajuda forem solicitadas, tenha cuidado. É importante mediar comentários e nunca apontar o erro diretamente, isso evita que você seja mal interpretado e ajuda seus colegas a terem senso de criticidade.

E se você for o chefe, vai uma dica preciosa: cuidado com o tom de voz. Falar em tom de voz moderado e sem arrogância contribui para que seus subordinados sejam seus aliados e não seus súditos. Lembre-se que você precisa da sua equipe para desenvolver um bom trabalho e todos vocês, juntos, trabalham para alcançar os objetivos da empresa.

Curriculum Vitae Ideal para o Linkedin

O Linkedin é uma das principais redes sociais da atualidade. Nela, cada perfil funciona como um curriculum vitae online para você mostrar seu talento

Quem pensa que não é possível encontrar um emprego pela internet está enganado. Com a internet cada vez mais acessível, não só a busca por empregos, mas também a chance de você se mostrar, aumentaram muito. É esta a chance de você mostrar seu talento.

Veja também:

Pensando nisso, a rede social Linkedin (www.linkedin.com.br) foi desenvolvida para quem deseja fazer da rede uma mostra profissional. Mas para ter os resultados esperados, é preciso usar esta rede a seu favor.

Curriculum Vitae para o Linkedin

O Linkedin é uma rede que conta com mais de três milhões de usuários somente no Brasil. Por isso, é preciso ter muita atenção ao colocar suas informações, já que elas serão vistas por centenas de empresas. O perfil profissional na rede de negócios deve ser feito da mesma forma que currículo profissional, porém, menos extenso.

Dicas para Curriculum Vitae no Linkedin

Separamos algumas dicas dos especialistas para que você mostre seu currículo no Linkedin e garanta seu novo emprego.

Muito Além do Networking

Mais do que ter um perfil apenas para conhecer e interagir com pessoas, você precisa ter em mente que, ao cadastrar um perfil no Linkedin, você precisa destacar os melhores pontos do seu currículo.

Seja Encontrado

De nada adianta cadastrar na rede se você não será visto. Para fazer com que seu curriculum seja encontrado, a dica valiosa dos especialistas é investir mais em palavras-chave e evitar a construção de textos muito extensos. Isso porque, os consultores de RH utilizam de  palavras-chave ao buscar um candidato.

Destaque suas Qualidades

Enfatize suas qualidade ao longo do seu perfil e informe sobre suas conquistas profissionais, como por exemplo, que você foi o responsável pelo aumento de 15% das vendas ou que conseguiu reduzir em 20% os gastos com despesas desnecessárias.

Fale de Suas Experiências, Mas Apenas de Três

Ao contrário do curriculum vitae convencional em que você trata sobre todas as suas experiências profissionais, no Linkedin, o recomendável é que você cite apenas as três últimas. Vale colocar as informações referentes a empresa, como seu campo de atuação, o cargo em que atuou e as experiências que adquiriu.

As pessoas que ainda não possuem experiências profissionais devem preencher este campo com informações acadêmicas, colocando, inclusive, os projetos nos quais fez parte e as pesquisas desenvolvidas.

Curriculum Vitae 100%

Muitas pessoas, por preguiça, não preenchem todos os campos do currículo no Linkedin. Fuja disso! Fique atento ao  ícone que mostra o perfil 100% completo no LinkedIn.

Ter o perfil completamente preenchido aumentam as chances de seu currículo ser visto. Além de ser favorecido dentro do sistema de buscas da ferramenta, os especialistas afirmam que perfis completos saltam aos olhos dos recrutadores que usam a rede para buscar informações mais completas do candidato.

Participe dos Grupos

Não só como uma fonte de fazer contatos, participar dos grupos do Linkedin faz com que você fique mais informado sobre as novidades do seu campo de atuação. Além disso, pode ser uma forma de se mostrar, já que, ao postar assuntos relevantes, você chama a atenção dos recrutadores para seu perfil.

Recomende e Seja Recomendado

A recomendação no Linkedin significa dizer que um trabalho foi bem feito. Por isso, exiba na sua página os depoimentos que endossem seu perfil profissional. É interessante que você faça o mesmo com os profissionais que conhece e que desenvolveram um bom trabalho.

Leve o Linkedin a Sério

Não é porque é uma rede social que você pode perder a sobriedade. Lembre-se que o Linkedin é uma rede com foco profissional. Por isso, nada de postar assuntos que não sejam relevantes para esta área. Vale dizer que sua avaliação já é feita quando o recrutador acessa seu perfil, por isso, é importante ser profissional.

Use e Abuse dos Aplicativos

Assim como qualquer outra rede social, o Linkedin possui vários aplicativos que podem e devem ser usados a seu favor. Com eles, você pode mostrar, por meio de slides por exemplo, os trabalhos que desenvolveu; ou disponibilizar os artigos que você escreveu e até mesmo compartilhar os livros que está lendo.

Mantenha seu Currículo Atualizado

Foto, cargos e cursos devem ser atualizados com frequência. Afinal, estas informações são as principais de seu curriculum e elas devem brilhar. Sobre a foto, vale lembrar que ela deve ser profissional, ou seja, nada de colocar aquela foto do churrasco com os amigos. A foto é a sua primeira impressão!

Divulgue

De pouco irá adiantar você se manter conectado na rede se ninguém sabe disso. Depois de ter feito um bom curriculum vitae no Linkedin, conte para os amigos, parentes e, principalmente, para quem pode lhe indicar para uma vaga de emprego que você está na rede. Coloque esta informação, inclusive, em seu cartão de visitas.